chasing-mavericks-wlf

Realizar o Impossível (Chasing Mavericks, 2013)

A melhor maneira de resumir sucintamente este filme é dizer que o fascínio com o mar, algo tipicamente português,  é atingido aqui. Isto, apesar de provavelmente não saberem onde Portugal fica no mapa.

No fundo, toda a história gira à volta do mar, dos seus perigos e do fascínio que uns poucos partilham por ele. Em termos de fotografia dificilmente estaria mais impressionante, cada plano transmite-nos com clareza e assombro o que se está a passar, contribuindo para que, por vezes, o espectador suspenda a sua própria respiração.

Apesar de tudo, a história não consegue ultrapassar o limiar do aceitável. A premissa em si é relativamente original, mas o típico desafio ao herói é algo a que todos nós já nos habituámos, seja em boxe, futebol, ginástica aquática sincronizada ou, neste caso, surf. Ganha algum valor por ser uma história verídica, o que, quando é legítimo, sempre deixa o espectador a pensar. E de certa forma é nisso que o filme sobressai. Se a história em si não surpreende, as emoções sempre presentes são-nos transmitidas de forma intensa, acompanhada por uma banda sonora por vezes menos tradicional, mas perfeitamente eficaz.

As performances dos actores são sólidas ainda que não brilhantes. Uma palavra para Gerard Butler que surpreende neste filme.

Veredicto: Quem só pretende ver os filmes que são de uma excelência impecável, pode saltar este. Mas quem está aberto a algo relativamente cliché, concebido de maneira ligeiramente diferente, e com uma fotografia fascinante, não irá sentir-se aborrecido e será empurrado por esta onda, para dentro do enredo.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com