garden-state-wallpaper

Garden State (2004)

Fazer a transição de ator para realizador, nem sempre é fácil e muitas vezes pode correr mal.

Por outro lado, aparentemente está na moda. David Schwimmer, Ben “Batman” Affleck, mais recentemente Joseph Gordon-Levitt; todos o fizeram.

Um outro motivo de stress, é a estreia. Começar a filmar uma longa-metragem, gera expetativas e dúvidas. Todas estas aumentam quando o estreante é um conhecido actor. Zach Braff (protagonista da série Scrubs: Médicos e Estagiários) teve a capacidade (e o talento) de se estrear da melhor maneira possível.

Primeiramente, reuniu um elenco excelente, com Peter Sarsgaard e Natalie Portman à cabeça.

Depois presenteou-nos com uma banda sonora completamente indie (estilo que é transversal a todos os cantos da obra). Variando deste Coldplay (quando eram bons), passando por The Shins e Simon & Garfunkel.

Destaque também para a fotografia. Irreverente e, simultaneamente, lindíssima. Zach mostrou que as limitações que tem como ator, não contagiam a sua multifacetada capacidade enquanto realizador.

A história é outro dos pontos fortes. A premissa gira em torno de um ator frustrado (Braff), que vive com a culpa do acidente que deixou a sua mãe paraplégica. Ao fim de 9 anos de ausência ele é forçado a voltar para o seu funeral. Quando, na mó de baixo, a sua vida mais parece uma casa de banho pública sem manutenção, heis que uma luz surge na sua vida: a irresistível mentirosa compulsiva, Sam (Natalie Portman).

Este é pois, o aparente enredo para uma típica comédia romântica. No entanto, a obra deixa essa faceta para segundo plano. Sendo que o principal foco é a viagem ao passado de uma alma atormentada. Certo é que, até certo ponto, contém os clichés do género, mas sem chegar a ser piegas.

Concluindo, Natalie Portman deveria ser a única coisa necessária para ver este filme. Não obstante, tudo o que gira à volta da Natalie, tem qualidade. Principalmente a banda sonora, muito bem delimitada. É uma excelente estreia para Zack Braff, que felizmente tem um novo projecto, Wish I was here, marcado para 2014. Por enquanto, vejam este.

ARTIGOS POPULARES

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com