the-oc-2_73469192_big

OC: Na Terra dos ricos

Esta semana o spoon vira-se para séries internacionais. A proposta para hoje é OC: Na terra dos ricos, uma produção norte-americana mítica, que apanhou a adolescência de muitos. Em OC seguíamos a vida de um grupo de adolescentes – a viver em Newport, Orange County, California – oriundos (a maioria) da classe média alta, mas que nem por isso deixavam de ter problemas.

Entretanto 6 anos passaram (porra, estamos a ficar velhos) e muita coisa mudou na vida destes actores: distúrbios alimentares, tentativas de suicídio, rabo casca de laranja, desemprego (e estamos só a falar de um dos protagonistas). Está então na altura de escrutinar o antes e o depois de OC. Engraçado é verificar que todos os actores faziam personagens com 17/18 anos, tendo quase 30 (viva o realismo).

Rachel Bilson dava vida a Summer, uma das mais populares do liceu, linda, convencida e (importa referir novamente) linda. Curiosamente, estes adjectivos também podem ser transpostos para Rachel. A senhora Bilson é, de todos, aquela que mais vezes se encontra na mó de cima. Depois de OC entrou em várias séries, com participações especiais – Chuck, How I met Your Mother – e também participou em diversos filmes – como em Jumper, onde conheceu o seu actual marido, Hayden “Lucky” Christiansen – isto depois de ter mantido uma relação pós-laboral com o seu colega em OC, Adam Brody (fazia de Seth Cohen, mas já lá iremos). Actualmente é protagonista da série Doutora no Alabama e, recentemente, entrou no filme A lista dos…Prazeres (ver crítica). Importa referir que contínua linda e que fez um anúncio para a Magnum que tornou o Spoon diabético.

image

image

Seth Cohen era o stalker apaixonado de Summer e foi interpretado por Adam Brody. Seth era um judeu nerd, viciado em B.D. e ainda mais viciado em Summer Roberts, o que o levava a entrar numa série de situações cómicas, tudo para a conquistar.

Adam era talvez o actor do elenco que prometia mais. Carismático e empático (pôs o estilo nerd na moda) tinha tudo para se tornar protagonista de algo. No entanto, nunca conseguiu ser mais do que secundário. Após O.C., Adam entrou em alguns filmes – No mundo das mulheres (com Meg Ryan), O corpo de Jennifer (com Megan Fox) – e fez participações especiais em séries – Burning Love, House of Cards. Actualmente tem em cartaz o filme Baggage Claim, sem estreia prevista em Portugal. Na vida pessoal, ele claramente prefere as morenas baixinhas. Depois de ter deixado fugir Rachel Bilson (estúpido, estúpido, estúpido), encontra-se noivo de uma das protagonistas de Gossip Girl, Leighton Meester. Portanto, apesar de não ter talento para escolher projectos, tem talento para escolher as melhores morenas baixinhas do mercado.

image

image

(a actual Mrs. Brody)

Ryan Atwood era o outcast deste mundo. Oriundo dos ghettos da California, Ryan foi adoptado pelos Cohens, descobrindo rapidamente que, por trás daquela riqueza, havia muitas intrigas e jogos baixos. Viveu – durante 3 temporadas – o romance mais conturbado da obra, com a também conturbada Marissa Cooper. Explosivo até à morte (literalmente).

Este personagem era interpretado por Ben McKenzie, um texano pacato, que depois de OC nunca mais atingiu o mesmo protagonismo. O maior destaque da carreira de Ben talvez seja a série, do qual era um dos protagonistas, Southland, que entretanto já foi cancelada. Actualmente encontra-se a filmar um filme (tem um pequeníssimo papel) – How to make love like an english man – que conta também com Jessica Alba (isto promete).

image

image

Para Last but not least temos Marissa Cooper, a personagem de Mischa Barton que, durante as três temporadas em que esteve presente, sofreu de dependência de drogas, álcool e problemas mentais. Curiosamente, ou não, a sua interpretação contagiou a actriz (ou vice-versa) e, no final, Mischa Barton e Marissa Cooper pareciam ser a mesma pessoa.

Mischa – à semelhança de Lindsay Lohan, Hillary Duff, entre outras – sofreu por ter chegado às luzes da ribalta muito cedo e não ter conseguido lidar com a pressão. Porém, o boom na carreira deu-se com OC e foi aí que as coisas descambaram, o que é pena, pois isso fez com que a sua carreira se tornasse uma promessa eterna, por concretizar.

Certo é que, por os problemas serem tantos, ela foi despedida no final da 3ª temporada da série, condenando-a (o programa, não a actriz) a um fim precoce. Depois disso foi presa por condução perigosa, sobre o efeito de drogas. Seguindo esta espiral descendente, passou de magreza extrema, a excesso de peso e novamente magreza extrema. Tudo isto culminou com uma tentativa de suicídio por comprimidos e um internamento psiquiátrico compulsivo. A verdade é que com estas transformações todas, ela – que era a mais nova do grupo – parece a mais velha.

Felizmente, após este período menos bom na vida dela, Mischa parece estar a encarrilar, estando a trabalhar mais do que nunca. Todavia, os projectos que anda a escolher primam mais em quantidade, do que em qualidade.

image

image

Em resumo, Adam Brody trocou a Rachel Bilson (parvo) por uma Gossip Girl, Rachel Bilson continua perfeita e vende gelados, enquanto faz de doutora. Já Ben Mckenzie faz…Faz o que pode. Mischa Barton fez de drogada, depois fez de Popota e agora faz tudo.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com