O Vale era Verde (How Green Was My Valley, 1941)

How Green Was My Valley ganhou o Óscar de Melhor Filme no ano de 1941 e é um exemplo perfeito do género slice of life. Esta obra conta a história da família Morgan, uma família do País de Gales, que vive numa pequena aldeia de um vale onde a principal forma de subsistência é a exploração mineira. Os Morgan vivem numa casa cheia de vida. Mr. Morgan (Donald Crisp) é o patriarca da família, é ele quem dita as regras segundo a tradição e a religião; os quatro filhos mais velhos trabalham na mina com o pai e Mrs. Morgan (Sara Allgood) recebe o dinheiro que todos trazem, toma conta da casa e faz com que a comida apareça na mesa – tarefa em que é auxiliada pela filha Angharad (Maureen O’Hara). A história é a narração – feita pelo filho mais novo, Huw Morgan (Roddy McDowall) – das memórias da sua infância, altura em que o vale ainda era verde.

O filme inicia-se quando tudo está bem – uma época de vacas gordas em que há trabalho para todos nas minas e os salários são bons e justos. No entanto, com o avançar do tempo, a crise económica surge e a vida complica-se. Há também uma série de dramas pessoais laterais, romance e tragédias familiares: o pacote completo para qualquer espectador exigente. How Green Was My Valley explora a forma como as mudanças económicas afectam as comunidades e as famílias, nomeadamente as que estão dependentes de empregadores que preferem mão-de-obra barata a mão-de-obra qualificada.

Não há muito a apontar ao filme em termos de defeitos, tem momentos muito bons de diálogo e de representação e nunca fica realmente estagnado em nenhum ponto. Ocasionalmente, há pérolas de humor inteligente que deixam quem assiste com um sorriso e, também esporadicamente, existem falas completamente ridículas (ou que soam ridículas devido aos 73 anos que o filme tem).

Veredicto: How Green Was My Valley é um filme que peca muito pouco, é competente a contar a história dos Morgan e da situação económica, cultural e social que se vivia na altura, em aldeias distantes no País de Gales. Infelizmente, também não tem qualidades suficientes para poder ser considerado um filme excelente. O Spoon recomenda a quem gosta de filmes da época em questão e a quem não se importa de ficar com um pouco mais de cultura.

image

ARTIGOS POPULARES

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com