Sherlock 3ª Temporada (2013)

Last season on Sherlock: HE DIES!

Depois dum desfecho de temporada como o anterior, todo a gente ficou em pulgas para saber como Steven Moffat e Mark Gatiss iriam resolver este dilema. Na verdade a solução foi algo muito simples. Eles não resolveram! A explicação de como Sherlock (Benedict Cumberbatch) sobrevive não é dada em nenhum dos episódios, o que de certo modo é a melhor opção, pois qualquer que fosse a solução, os fãs iriam gritar bullshit. Assim sendo, deixou-se à imaginação do público, sem destroçar o coração dos fiéis seguidores desta adaptação dos trabalhos de Sir Arthur Conan Doyle.

1º Episodio: The Empty Hearse

Neste episódio fica-se a saber que se passaram dois anos desde os eventos da segunda temporada, e que Sherlock tem estado a trabalhar para o MI-6 de modo a desmantelar a organização de Moriarty (Andrew Scott). Também se descobre que John (Martin Freeman) finalmente encontrou alguém.

image

Episodio: The Sign of Three

Na segunda entrada desta temporada vemos o desenrolar da relação de John, Mary (Amanda Abbington) e Sherlock e como estes se influenciam e relacionam de modo excecional. Este episódio parece um tanto ou quanto plot less e só no fim é que o coletivo se apercebe da relação das diferentes histórias.

image

3º Episodio: His Last Vow

No último episódio da temporada a equipa depara-se com Charles Augustus Magnussen (Lars Mikkelsen).

image

Análise: Esta temporada trouxe uma mudança na dinâmica da serie: Molly (Louise Brealey) teve um papel mais fulcral, pois a sua relação com a personagem de Cumberbatch evoluiu – ela agora já não tem medo em confronta-lo, ou repreende-lo. Outro aspeto foi a adição de Mary, e como esta se tornou num não oficial terceiro elemento do grupo. Em relação ao vilão, esta poderia ter sido uma excelente temporada com um antagonista muito diferente de Moriarty. Infelizmente, deixou o público com um sabor amargo na boca e com a sensação que este só serviu como filler para a próxima temporada.

Veredito: A BBC sabe quando tem uma boa serie e como aproveita-la ao máximo. Esta adaptação do clássico literário ao pequeno ecrã é inovadora e refrescante, não tendo nada em comum com outras iterações da obra de Sir Arthur Conan Doyle. Infelizmente, esta temporada teve alguns problemas, e ficou um bocado à quem das espectativas. Com isto dito, continua a ser um dos programas mais fortes em exibição no momento.

(A serie encontra-se em exibição nos canais AXN)

ARTIGOS POPULARES

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com