s

Hot Fuzz- Esquadrão de Província (2007)

Para terminar a Trilogia Cornetto (leiam as criticas dos outros dois filmes – Zombie Party – Uma Noite… de Morte e The world`s end) faltava falar de Hot Fuzz.

O agente Nicholas Angel (Simon Pegg) é o pico da eficiência no que toca à polícia londrina, é tão bom que os colegas o mandam para a pequena vila de Sandford. Esta pelicula tem como estilo os filmes de ação, representando o trabalho de certos realizadores que ganham a vida a fazer esse tipo de filmes melhor que eles.

O cast é impecável, para além dos personagens principais – interpretados por Pegg e Nick Frost (que nesta entrada faz o papel de Danny Butterman) – e os já recorrentes cameos de Martin Freeman e Bill Nighy, esta obra conta com as excelentes atuações de Jim Broadbent e Timothy Dalton. Sendo este ultimo talvez dos poucos atores com a capacidade de dizer as falas mais horríveis de modo a que soem agradáveis. Até Peter Jackson faz um flash cameo. Quem é que o encontra?

A um nível mais técnico, e tentando não recorrer a repetições dos outros reviews, este filme é o que possui o maior foreshadowing de todos, e mesmo assim deixa o público perplexo com o seu desenvolvimento. Para além disso está excelentemente editado, estabelecendo o plot e personagens em menos de quinze minutos, enquanto, em média, uma pelicula normal o faz em trinta.

O tema desta história é settling down e arranjar contentamento nas pequenas coisas na vida, pois Angel está sempre a trabalhar mesmo quando está de folga e devido à mudança radical do local de residência e a sua relação com Danny, este aprende a descontrair e apercebe-se que há mais na vida para além de ser polícia.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com