CML-coppola-800x531px1

Antevisão IndieLisboa ’14

No passado dia 24 de março, pela manhãnzinha, foi realizada a conferência de Imprensa da 11ª edição do Festival de Cinema Independente: IndieLisboa – com direito a toda uma panóplia de bolos e café.

Este ano os temas são, mais uma vez, diversos, contando a organização com um novo patrocinador de peso (uma seguradora), beneficiando assim o festival com um orçamento superior ao ano passado. Dois dos destaques na programação recaem nos 10 anos do IndieJunior e para a comemoração dos 40 anos do 25 de Abril. Aqui ficam dois dos anúncios (geniais) em alusão ao IndieLisboa.

Na Competição Nacional de Longas-metragens há uma mistura de consagrados e juventude. Destaque para Joaquim Pinto e Nuno Leonel com O Novo Testamento de Jesus Cristo segundo João; Sérgio Tréfaut com Alentejo, Alentejo; Tiago Hespanha e Frederico Lobo apresentam a sua Revolução; e Cláudia Alves mostrar-nos-á Tales on Blindness – um documentário sobre as marcas portuguesas na India atual.

Na competição de curtas nacionais é curioso verificar que mais de metade das curtas em competição foram feitas fora de Portugal. É talvez o reflexo dos tempos. Nesta competição o talento é muito, apresentando realizadores com tradição em longas:  Manuel Mozos (Cinzas e Brasas), Sandro Aguilar (Jewels) e Tiago Guedes (Coro dos Amantes). Alguns habitués do festival: Antero (de Ico Costa), Boa noite Cinderela (de Carlos Conceição), Daddies (de António da Silva), Ennui Ennui (de Gabriel Abrantes), Ponto Morto (de André Godinho) e Varadouro (de Paulo Abreu e João da Ponte). Finalizando com muita juventude (a maioria com curtas feitas no estrangeiro):  A Caça Revoluções(de Margarida Rego), As Figuras Gravadas na Faca pela Seiva das Bananeiras (de Joana Pimenta), As Rosas Brancas (de Diogo Costa Amarante), Coisa de Alguém (Susanne Malorny), Implausible things (de Rita Macedo), Le petit prince au pays qui défile (de Carina Freire), Retrato (de Vasco Araújo) e Square Dance, Los Angeles County, California, 2013 (de Sílvia das Fadas).

Na seção Novíssimos existe, mais uma vez, uma oportunidade de mostrar os jovens talento em ascensão. Este ano com uma novidade, a apresentação da longa metragem O Primeiro Verão, de Adriano Mendes. No campo das curtas, destaque para o novo projeto de Hugo Pedro (vencedor do prémio do público e do júri no festival Cortex, com Primária), A Minha Idade. Para além disso, a obra É consideravelmente admirável da tua parte que ainda penses em mim como se aqui estivesse (de André Mendes e Andreia Neves) merece ser anunciada, por ter talvez dos melhores nomes do certame, em comunhão com Anal Juice (Sawako Kabuki) – uma curta na seção do cinema emergente e Tits (Alex Winckler) – no IndieJunior.

Nas sessões especiais, em homenagem aos 40 anos do 25 de abril, serão passados alguns filmes sobre a temática. Destaque para Les grandes ondes (à l’Ouest), um filme suíço, rodado em Portugal, que retrata a história de jornalistas suíços, que são surpreendidos pela revolução, no período em que cá estavam. Mostrando a sua visão cómica, sobre os acontecimentos.

les-grandes-ondes-a-l-ouest.jpg__614x350_q85_crop-1

Les grandes ondes (à l’Ouest) (2013)

Ainda na seção das sessões especiais há espaço para 3x3D, um projeto criado no âmbito Guimarães: Capital europeia da cultura, que junta três realizadores renomados criando três histórias, contadas em 3D. Os realizadores são Peter Greenway, Jean Luc-Godard e o português Edgar Pera. Vale a pena acrescentar que esta obra já esteve no festival de Cannes.

Fora do festival, também há espaço para o convívio, repleto de festas (Indie By Night). Desta vez a sede oficial das festas (depois das sessões de cinema) é o Primeiro Andar (em Lisboa).

Para além disto, importa destacar o Lisbon Talks, este ano com sede na Universidade Lusófona) onde vários assuntos, relacionados com o cinema, serão debatidos por personalidades de relevo no panorama nacional (Ana Isabel Strindberg, Pedro Mexia, entre vários outros).

Para que não percam pitada, divulgamos o calendário para a edição 2014 do festival Indie Lisboa:

Calendário Indie Lisboa 2014

O CineSpoon fará a cobertura do Indie nos seus diferentes espaços – Culturgest, Cinemateca, São Jorge, Cinema City Campo Pequeno.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com