CML-coppola-800x531px1

Indielisboa – Balanço e Vencedores

Está a chegar ao fim mais um Indielisboa e o balanço é mais uma vez muito positivo. Excelente afluência do público, grande qualidade na seleção do festival e… atividades paralelas (e legais), colóquios, festas, enfim, só não foi ao Indie quem: a) é parvo; b) não gosta de cinema; c) não vive em Lisboa; d) todas as opções anteriores.

O único ponto menos positivo do festival, e não por culpa da organização, tem que ver com a “timidez” (para não dizer outra coisa) do público português que, após as visualizações dos filmes, deixava os realizadores a olhar para cadeiras cheias de nada. É triste que, tendo os realizadores disponíveis para partilhar, se opte consecutivamente por “ver e fugir”. Será por falta de interesse? Timidez? Por ter a comida ao lume? Apenas poderemos entrar no campo da especulação. Certo é que é um pouco desolador e desrespeitoso para quem se disponibiliza, de corpo e alma, para falar sobre o seu trabalho. Enfim…

Bem, mas ontem foi dia de prémios e agora é altura de fazer balanço (se falharam algum filme aproveitem hoje: estão a passar os vencedores das diferentes categorias ao longo de todo o dia de domingo).

O filme chileno Matar un Hombre, de Alejandro Fernández Almendras, na categoria de Longas-metragens, e Mille Soleils, de Mati Diop (curtas-metragens) saíram como grandes vencedores do festival, triunfando no Grande Prémio de Longa-Metragem Cidade de Lisboa e no Grande Prémio de Curta-Metragem, respetivamente. Nas categorias nacionais, os vencedores foram Alentejo, Alentejo, de Sérgio Tréfaut (na categoria de melhor Longa-Metragem) e As figuras gravadas na faca com a seiva das bananeiras, de Joana Pimenta, ganhou na categoria de curtas-metragens.

Agora fiquem com a lista dos vencedores:

Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa

Matar a un hombre, Alejandro Fernández Almendras (Chile, França)

Matar a un hombre3

 Prémio Allianz – Digimaster para Melhor Longa Metragem Portuguesa

Alentejo, Alentejo, Sérgio Tréfaut (Portugal)

Alentejo, alentejo 2

Grande Prémio de Curta Metragem

Mille soleils, Mati Diop (França, Senegal)

mille soleils1

Prémio Pixel Bunker para Melhor Curta Metragem Portuguesa

As figuras gravadas na faca com a seiva das bananeiras, Joana Pimenta (Portugal, EUA)

As Figuras Gravadas na Faca com a Seiva das Bananeiras 3

Prémio Novo Talento FNAC

Implausible Things, Rita Macedo (Alemanha, Portugal)

implausible things2

Prémio Restart para Melhor Filme da Secção Novíssimos

O Primeiro Verão, Adriano Mendes (Portugal)

O_Primeiro_Verao_03

Prémio SIC Notícias Pulsar do Mundo

La marche à suivre, Jean-François Caissy (Canadá)

 La marche a suivre(1)

Prémio Amnistia Internacional

Death Row II, Werner Herzog (Reino Unido, Áustria)

death row 1

Prémio Árvore da Vida para Melhor Filme Português

O Novo Testamento de Jesus Cristo segundo João, Joaquim Pinto, Nuno Leonel (Portugal)

O Novo Testamento de Jesus Cristo segundo Joao1

Prémio de Distribuição TVCine

Les Apaches, Thierry de Peretti (França)

Les-Apaches-2013

Prémio IndieJúnior Árvore da Vida

Rabbit and Deer, Péter Vácz (Hungria)

Rabbit and Deer 2

Prémio Culturgest Escolas

Heights, Calum Walter (EUA)

Heights Still 1_street view

Prémio Culturgest Universidades

Mouton, Gilles Deroo, Marianne Pistone (França)

Mouton 2

Prémio TAP para Longa Metragem Portuguesa de Ficção

O Primeiro Verão, Adriano Mendes (Portugal)

Prémio TAP para Documentário de Longa Metragem Portuguesa

Alentejo, Alentejo, Sérgio Tréfaut (Portugal)

Prémio do Público Multishow para Melhor Longa Metragem

Bambi, Sébastien Lifshitz (França)

Bambi 2

Prémio do Público Sanuk para Melhor Curta Metragem

Our Curse, Tomasz Sliwinski (Polónia)

our curse 1

Prémio do Público IndieJúnior

Sissy, Siri Rutlin Harildstad, Noruega

Sissy 1

Até para o ano Indie!

 

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com