screen-shot-2013-11-29-at-3-01-08-pm

Hércules – A Lenda Começa (The Legend of Hercules – 2014)

 Hércules – A Lenda Começa faz o espectador desejar que a lenda acabe também. Início e fim, e que nunca mais se ouça falar deste filme.

Neste novo take da mitologia grega, a história foca-se no romance entre Hércules e uma princesa de um reino vizinho, prometida ao seu irmão mais velho. Temos peripécias e dificuldades, como que a simular os 12 trabalhos de Hércules da mitologia, mas tudo gira à volta desta relação amorosa.

O filme é francamente mau. Com exceção de Liam McIntyre, o elenco é fraco – muito fraco. Kellan Lutz (Hércules) pouco mais traz ao filme do que uma figura musculada e uma voz ressonante e nem os efeitos especiais (que de especial pouco têm) salvam este filme – entre o leão mais irrealista do que o do Rei Leão e cenas de acção com raios tiradas de um jogo de God of War, Hércules configura-se como um flop seja qual for a perspetiva que se tente. Até a banda sonora é mediana: no geral acompanha bem o filme e as cenas, mas não tem nenhum momento de genialidade.

A história em si, a reinterpretação do mito, é extremamente pobre. Acaba por ser apenas uma história de amor passada na Grécia antiga, em que metem ao barulho um filho de Zeus. Tem incoerências mesmo do ponto de vista mitológico, com conceitos básicos da panteão grego a serem ignorados ou deformados para caberem na narrativa que alguém se lembrou de contar. Mexer desta forma nas raízes do conto para conceber e publicar um trabalho tão medíocre é algo que roça o inaceitável.

ARTIGOS POPULARES

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com