TITLE: FREAKS AND GEEKS (US TV SERIES) ¥ PERS: PHILIPPS, BUSY / FRANCO, JAMES / SEGEL, JASON / ROGEN, SETH / HAVERCHUCK, BILL / WEIR, SAM / SCHWEIBER, NEAL / CARDELLINI, LINDA ¥ YEAR: 1999 ¥ REF: TVF149BA ¥ CREDIT: [ THE KOBAL COLLECTION / DREAMWORKS/APATOW PROD ]

Série para jogar ao quem-é-quem dos famosos

 Freaks and Geeks

Número de episódios: 18 (1 temporada)

Duração dos episódios: 44 min

Pode não parecer, mas já houve uma altura no tempo em que Judd Apatow não fazia todas as comédias de verão. Uma altura em que Paul Feig ainda não tinha feito Bridesmaids e todos os 500 filmes que se seguiram com a Melissa McCarthy. Antes de How I Met Your Mother, Cougar Town e Bones e antes do James Franco e o Seth Rogen terem um bromance irritantemente universal. Antes de tudo isso tínhamos Freaks and Geeks, uma pérola esquecida do final do século passado que eventualmente se tornou uma série de culto.

A série centra-se em dois grupos de uma escola secundária durante os anos 80. Lindsay Weir (Linda Cardellini) começa a juntar-se ao grupo dos “freaks”, que inclui James Franco, Jason Segel, Seth Rogen e Busy Philipps. O seu irmão mais novo Sam Weir (John Francis Daley) faz parte dos “geeks”, juntamente com Neal Schweiber (Samm Levine) e Bill Haverchuck (Martin Starr). Metade destes nomes ninguém reconhece, mas quando aparecem na série nós sabemos que já os vimos em qualquer lado.

Freaks and Geeks é especial porque apesar de ser sobre uma das premissas mais usadas na televisão – adolescentes no secundário – consegue ser completamente original. Estes não são os dramas de pessoas que claramente não são adolescentes e que usam roupa que custa tanto como meio carro. A série prefere concentrar-se naqueles grupos que costumam ser ignorados, mostrando-nos pessoas reais em vez dos clichês que já vimos demasiadas vezes. E as histórias de cada personagem não são mirabolantes: são apenas adolescentes a lidarem com os problemas normais da idade.

É difícil perceber como é que Freaks and Geeks foi cancelada com apenas uma temporada. A química entre as personagens é perfeita, a escrita é inteligente e a série leva-nos a uma fase da vida com a qual todos nos podemos identificar. É como se pudéssemos ser adolescentes outra vez sem as (tantas) desvantagens que isso traria. Felizmente a série foi cancelada mas não esquecida. Freaks and Geeks foi ganhando estatuto de clássico entre os críticos e não críticos, continuando a aparecer em todos os rankings como uma das melhores séries das últimas décadas. Se estas não fossem razões suficientes, o facto de podermos ver as versões bebés de tantos actores conhecidos é um óptimos extra.

 

ARTIGOS POPULARES

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com