alg-resize-eat-pray-love-jpg

Sugestão para Domingo à Tarde #44: Eat, Pray, Love (2010, Ryan Murphy)

A derradeira crise de meia-idade. Liz (Julia Roberts) depara-se com o fim do seu casamento e apercebe-se que é uma quarentona contentada com o nada em que se transformou a sua vida. Há um click, a vida tem de mudar, e se é pr’acontecer que seja agora. Precisa de recuperar o amor pela vida e de início acha que a solução é o James Franco, ator alternativo ligado ao yoga e a posturas orientais. Mas não.

O início da solução é Itália. E é verdade, não há problemas que não fiquem mais ligeiros em Itália, com a luz de Roma, os canais de Veneza ou uma bolonhesa. Este primeiro terço do filme dá fome e saudades de Itália. É lindo e, se for precisa uma crise existencial só para poder tirar um ano e explorar o mundo, a crise é bem-vinda.

Há uma piada maravilhosa em Itália: um senhor rezava todos dias à estátua de um santo: “Por favor, por favor, deixa-me ganhar a lotaria.”

Um dia a estátua exasperada ganhou vida e disse-lhe, “Por favor, por favor, compra um bilhete”

Na segunda parte, há uma recuperação espiritual, num retiro na Índia, com o monge/profeta que logo no início do filme lhe disse que o ano terminaria em Bali, onde começaria um segundo casamento, mais duradouro e feliz. E cumpre-se a profecia. Cumprem-se também duas horas de alegria discreta, com apontamentos de diversão numa constante autodescoberta. O filme, de Ryan Murphy (Glee), foi um dos sucessos de 2010, repetindo a popularidade do livro em que se baseia.

Aproveitem que está nas gravações automáticas de um dos canais que manteve a honrada tradição de passar filmes Domingo à tarde (cof cof FoxLife cof cof). E com esta sugestão terminamos.

Até para a semana!

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com