monstros

Make Soundtracks Great Again #2 – Monster’s,Inc

“Monsters, Inc? Monstros e Companhia? Aquele do gajo verde d’um só olho dobrado pelo João Baião?! Ainda há uma semana se vinha a falar dos grandes sons da História do Cinema e agora, para abrir em grande, vamos falar dos Monstros e Companhia?”

Caro leitor, pois claro! Não seria possível completar esta epopeia pela musicalidade da tão querida 7ª Arte sem referir este clássico da Pixar. Assim sendo, porque não começar a nossa aventura num tom tão familiar e nostálgico?

Desde os primórdios da humanidade que a Pixar é conhecida pelos seus filmes de animação de excelência. Aliada à sua qualidade vêm as bandas sonoras memoráveis, muitas vezes do encargo de Randy Newman. Não é que o You Got a Friend in Me do Toy Story não nos aqueça o coração nos dias tristes e chuvosos, nem que o Time of Your Life do Bugs Life não nos encha de esperança, mas nenhum outro tema da Pixar satisfaz como o tema introdutório do filme Monstros e Companhia.

Ainda Estão desconfiados? Como não há melhor que “ver” para crer, ouçam aí:

Inacreditável não é? 129 segundos de puro groove! Quem esperaria que um filme de animação tivesse um tema que mais parece um standard de jazz excretado pelo Miles?

Não existe uma cena em que a banda sonora esteja um bocadinho off com a ação. Esta obra da Pixar é o perfeito exemplo de como uma música pode mudar a percepção de uma cena e torná-la mais rica e diversa.

Uma caminhada matinal até ao trabalho. Uma cena cheia de informação, de pessoas e rotinas, que com o acompanhamento da trilha sonora se torna clara, simples e leve.

Um plano explorativo e introdutório da cidade em crescendo até à porta das nossas personagens principais. Estes saem da porta e o tema muda, adapta-se. Adapta-se às piadas, às rotinas pessoais de cada vizinho monstruoso, dos problemas energéticos e dos pequenos gags. A música faz tudo isto e nunca se sobrepõe à cena, passando muitas vezes despercebida.

E no piso dos sustos? A banda sonora torna um dia de trabalho em algo muito mais rico. Esta cena é companheirismo, competição e diversão e muito do seu conteúdo deve à introdução desta incrível banda sonora.

Todas as parelhas mostram, no seu método de trabalho, um tempo e uma vibração própria. Esta mistura nas vibrações criar laços muito diferentes e característicos entre cada par. Com o desenrolar da ação, o tema vai-se adaptando, subindo e descendo, acelerado ou mais travado, acompanha o quotidiano deste monstros, comprovando mais uma vez que a sua presença ““à lá camaleão”” tem um impacto tremendo ao bom ouvinte.

Ainda só vamos nos primeiros 15  min de filme e já temos tantos exemplos  da bela trilha sonora para pegar.

O virtuosismo de Randy Newman é iniigualável. Compondo para filmes desde os anos 80,, já esesteve nomeado 20 vezes para os prémios de Best Original Score e Best Original Song, ganhando duas estatuetas por esta última. Este Songwriter Wall of Famer é sem dúvida a inspiração de muitos trabalhos,, e a infância de muitos de nós.

Arranjem um pequeno espaço na vossa agenda ocupada para rever este clássico. Desta vez ouçam tudo, pois a qualquer momento podem perder uma linha de baixo incrível ou um groove espectacular que transforma a cena.

Até para a semana.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com