transferir

Conspiração Terrorista (Unlocked, 2017)

Continuando a já cansativa saga de thrillers modernos com espiões, cenas de tiros aqui e acolá, e muita adrenalina, aparece Conspiração Terrorista, um filme onde Noomi Rapace é Alice Racine, uma ex-interrogadora da CIA que está realojada em Londres depois de não ter conseguido evitar um ataque terrorista dois anos antes em Paris. Isto é, até aparecer uma nova ameaça que só e apenas ela pode evitar. Mas nem tudo é o que parece revelando, então, uma variante de uma premissa que já estamos fartos de ver aos Domingos num dos quatro canais.

Nem olhando para o elenco, composto por grandes nomes como Orlando Bloom, Michael Douglas e John Malkovich, conseguimos compreender como um filme que até poderia ter algum potencial, acaba por ser apenas “mais um” dentro das centenas de alternativas dentro do género.
Bloom aparece e desaparece servindo como uma distracção para o plot principal; Douglas é o clássico “mentor que sabe o que passaste mas o teu país precisa de ti”, caindo em todos e quaisquer clichés que vimos nos últimos 30 anos; e Malkovich é o director da C.I.A. que apenas quer ver a coisa resolvida, mas a vida continua boa de qualquer forma. Em contraste, Rapace é completamente badass naquilo que faz, mas todos sabemos que ela faz (e merece) melhor.Mas nem a realização de Michael Apted consegue tornar tudo isto minimamente interessante, onde rapidamente vemos a influências claras de Paul Greengrass e tudo que esteja visualmente ligado ao universo de Bourne.

Entre uma narrativa previsível, personagens que pouco ou nada andam ali a fazer, uma acção medíocre e um final anti-climático, servindo apenas para fechar as pontas, Conspiração Terrorista é um filme que se vê melhor no Inverno, em cima do sofá, com uma manta e chocolate quente. E mesmo assim há alternativas mais interessantes.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com