win-it-all-still-1

Win It All (2017)

Mais um original da Netflix, desta feito realizado por Joe Swanberg numa grande colaboração com Jake Johnson (sim, o ator de Jess e os rapazes). Dizemos grande pois não só protagoniza esta comédia como também a escreveu em conjunto com o realizador.

Johnson é Eddie, um viciado em jogo que se vê com um grande saco cheio de… Dinheiro! De facto, a linha condutora da história não é a coisa mais original que se viu nos últimos tempos. Como devem calcular, um homem com historial de adição que se vê de repente com uma grande quantidade de dinheiro só pode resultar em trafulhice, certo? Especialmente quando não só fica sem o dinheiro como o dono do saco (e do respetivo conteúdo) volta mais cedo da prisão.

Mas Win It All é, acima de tudo, um filme centrado nas relações humanas e na fraqueza do protagonista. De facto, há uma grande exploração da necessidade de mudança que, a certa altura, é sentida pelo mesmo. Acompanhado de uma relação bastante promissora no campo afetivo, Edie é um homem que quer – e precisa – de mudar.

Mas mais não dizemos.

Porque é que vale a pena? Porque Johnson é flawless. Sejamos sinceros: os mais habituados a ver o ator no registo mais cómico facilmente se poderão esquecer do talento que acompanha cada ossinho do senhor. Mas vai-se a ver e afinal é só maravilhoso vê-lo num registo mais sério e onde há uma necessidade de aprofundar a personagem. No entanto, o resto do elenco com o qual se faz acompanhar, é também bastante eficiente e por isso estamos perante prestações bastantes naturais e acompanhadas de um certo realismo.

Podem contar com um filme bastante ligeiro, perfeito para um final de dia onde é preciso desligar do stress de trabalho (ou algo que vos valha).

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com