Hello-Ladies-KeyArt-04-16x9-1

Hello Ladies (2013) – Inicio da 1ª Temporada

Stephen Merchant tem-nos habituado a excelentes séries, ao longo dos anos. Em comum, têm o facto de terem Ricky Gervais como seu companheiro (não gay). São exemplos disso, as excelentes séries The Office (britânico) e Life`s too short. Para além de escritor, ele também gosta de aparecer à frente da camera, o que atendendo aos seus dotes físicos – alto como um pinheiro e magro como um Etíope – acaba por resultar muito bem na comédia.

Esta nova série – Hello Ladies– tem a particularidade de não ter Ricky Gervais, o que poderia ser perigoso. Felizmente, Stephen a solo, é igualmente bom. Assim, Hello ladies, com o cunho de qualidade da HBO, é uma excelente proposta.

A história foca-se em Stephen (Stephen Merchant), um ladies man sem jeito para as ladies, que vai para Los Angels, à procura da sua cara-metade. Ao seu lado tem Nate Torrence, um anafado companheiro recém-separado. Sobra ainda espaço para Jessica (Christine Woods), uma atriz de carreira estagnada e sem conseguir reverter o processo da idade. Chega aos 30, sem conseguir um papei de relevo. A terminar o gang, surge Kives (Kevin Weisman), um paraplégico ordinário, com muita piada.

Porém, a estrela da companhia é mesmo Stephen e a sua (falta) de noção da realidade. Pensa que tem o charme de um George Clooney, com a cara de um Brad Pitt. Enquanto na realidade é um Steve Buscemi, com o charme de um gordo com sífilis. A agravar este cenário, vivendo em Hollywood, pensa que tem direito a actrizes e modelos deslumbrantes. Pior, sempre que consegue milagrosamente que alguém se interesse por ele, Stephen estraga tudo com os seus “dotes” de Don Juan (com uma lobotomia).

Para além disso, o facto de tentar conquistar as raparigas mostrando a riqueza (que não tem), acaba por ainda embaraça-lo mais. E ainda bem que isso acontece, pois proporciona-mos momentos de gargalhada, embrulhados em pena.

Assim, Stephen consegue criar empatia com muita da audiência masculina que já foi rejeitada (toda portanto), ao mesmo tempo que as ladies o vão achar, meio estranho, meio patético, mas totalmente cómico. É como ver alguém de boxers no meio de um recital de poesia; dá pena, mas não conseguimos parar de rir.

Concluindo, começando pelo opening estilizado, passando pelas gags suaves e as situações embaraçosas, Hello Ladies tem muito potencial. Dependendo do rumo que Stephen Merchant lhe der, pode ser uma grande série, ou uma série com piada. De qualquer forma, vale muito a pena ver. Mais uma vez, a HBO a apostar em bons programas televisivos.

 

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com