frank

Frank (2014)

Jon (Domhnall Gleeson) aspira ser um músico famoso e escapar à sua vida mundana nos subúrbios e ao seu trabalho de cubículo à frente de um computador, contudo as suas exportações musicais são de qualidade duvidosa. Por acaso ou por destino este é convidado para ser o teclista da banda Soronprfbs (qualquer banda hipster que se preze tem um nome impronunciável), liderada por Frank (Michael Fassbender), um excêntrico vocalista que nunca remove da sua cabeça uma enorme máscara de aspecto cartoonesco. Jon embarca então na aventura de compor um álbum com a banda, rapidamente se apercebendo que ser aceite no grupo não será fácil, já que Frank demonstra ser o elemento da banda com comportamentos menos aleatórios.

Ao longo desta comédia dramática vemos a evolução de Jon, que inicialmente se questiona sobre a demência que presencia (posição que partilha com o espectador do filme), até se tornar num líder não oficial da banda, forçando nos outros membros a sua ambição de atingir o estrelato.

frank1

Sim, o processo criativo musical de qualquer banda devia envolver escovas de dentes.

O filme satiriza a cultura musical hipster, munido de enormes doses de esquisitice e um timing cómico que muito poucos filmes conseguem executar. No acto final, quando o expectador está confortável com a loucura dos personagens, este diverge da sua temática cómica e altera significativamente o seu ritmo. Isso podia tornar-se uma falha grave mas permite ao filme atingir uma outra dimensão, pouco previsível, que torna a história mais humana e interessante. A prestação de Fassbender é também notável, que apesar da face sempre tapada consegue transparecer as emoções da personagem.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com