TFA_thumb_b1c49964

TOP 10 Spoon – Os melhores de 2015 – parte I

Fazendo a retrospectiva do ano, foi fraquinho… Foram poucos os filmes que nos encheram as medidas, ainda assim, esta é a primeira parte do TOP do que de melhor se fez este ano, tendo em conta a expectativa gerada e o resultado.

Creed (Ryan Coogler) – Estreia 31/12/2015

Quase 40 anos após a estreia de Rocky (1976) vemos uma revitalização da história de Balboa. Creed consegue apresentar a história de Rocky a uma nova geração, mas construindo-a com base no legado que foi deixado décadas antes como um dos filmes mais icónicos do cinema. A isto junta-se um excelente desempenho de Jordan e a que poderá ser chamada a melhor performance de Stallone até à data.

635712538022292039-XXX-CREED-SNEAKPEEK-MOV01-DCB-74168494

 

Star Wars – The Force Awakens (J. J. Abrams) – Estreia 17.12.2015

Com a enorme antecipação e expectativa à volta deste filme, a publicidade, os debates, o merchandise, Star Wars roubou o ano de 2015 só para si ainda antes de estrear. Havia pouca ou nenhuma esperança na mente dos fãs acerca da possibilidade de ver uma expansão do universo que George Lucas criou, rever cenas icónicas como o Millenium Falcon, sabres de luz e alguns dos atores originais. Tudo isto juntamente com o novo talento que foi recrutado resulta uma das melhores experiências no cinema de 2015.

Star-Wars-BB-8-Force-Awakens

 

Mad Max: Fury Road (George Miller) – Estreia 14.05.2015

Mad Max é um filme extravagante. Está cheio de absurdos e sequências de ação que nunca acabam. É barulhento, animado e violento. E é um dos filmes com maior valor de entretenimento e diversão deste ano. Tem efeitos excelentes e sonoramente é dos filmes mais vibrantes de 2015. Mad Max não se leva a si próprio muito a sério e com base nisso os espectadores também não o devem fazer, aproveitando apenas a louca viagem que George Miller criou.

maxresdefault (2)

Inside Out (Pete Docter, Ronnie Del Carmen) – Estreia 18.06.2015

Sem dúvida um dos melhores filmes da Pixar de sempre. Nos últimos anos houve alguns títulos menos bem conseguidos, mas Inside Out faz imediatamente esquecer tudo isso. A ideia é engraçada: um centro de controlo emocional no cérebro, personagens engraçadas a gerir o ser humano, nada de especial. Mas o que torna o filme realmente brilhante é a forma como utiliza esta premissa simples para explicar de forma muito concreta coisas tão complexas como a adolescência, a depressão, a ansiedade, a forma como se encaram diferentes dilemas e o que define as respostas a estas situações. É um filme engraçado, profundo e recomendado para pessoas de todas as idades.

Inside-Out-Joy-Sadness

 

Still Alice (Richard Glatzer, Wash Westmoreland) – Estreia 5.02.2015

Mais um filme do ano passado que estreou em Portugal apenas em 2015.

A história centra-se na vida de Alice (a genial Julianne Moore), uma professora de linguística que vê as suas capacidades mentais se deteriorarem devido ao diagnóstico de um tipo precoce de Alzheimer. Depois é um “Julianne show”, à medida que acompanhamos a evolução da doença na perspectiva da personagem principal. Um filme que esteve mais em destaque (e bem!) pela interpretação da Julianne, mas que merece continuar a ser revisitado.

file_597916_still-alice-picture-7

 

ARTIGOS POPULARES

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com