violent_a

Um Ano muito Violento (A Most Violent Year, 2014)

Estamos naquela época do ano em que todas as semanas saem novos filmes nomeados para os Óscares. Com tantos nomeados que valem a pena serem vistos, Um Ano Muito Violento corre o risco de ser ignorado em prol de outros mais comentados. Esperemos que isso não aconteça.

A história passa-se em Nova Iorque em 1981, estatisticamente um dos anos mais violentos na história da cidade. Abel Morales (Oscar Isaac) é um imigrante a tentar expandir os seus negócios, enquanto a violência extrema, a decadência e a corrupção ameaçam destruir tudo o que construiu.

 Apesar de uma história interessante e de uma realização eficiente, o real foco deste filme encontra-se nas interpretações. Jessica Chastain reafirma-se como atriz de  consistência inabalável no papel de mulher de Abel. Oscar Isaac também impressiona, jogando com a restrição necessária para dar vida a Abel, uma pessoa contida tanto na vida pessoal como profissional. Acima de tudo, é  interessante apreciar a qualidade de atores ainda em ascensão – daqui a um ano Oscar Isaac terá atingido o estrelato, graças à sua participação no novo filme do Star Wars.

 Outro elemento fundamental para a concretização desde filme é Bradford Young, responsável pela fotografia. Tanto o seu trabalho aqui como no também louvável Selma foi injustamente ignorado pela  Academia. Sem o seu contributo seria difícil conseguir uma atmosfera que recordasse tanto os filmes de máfia dos anos 80, o que claramente era o objetivo do realizador J. C. Chandor.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com